Para conseguir ficar bronzeada, empreendedora testa técnicas e acaba criando uma rede de franquias

Em expansão, a franquia da Cor de Praia oferece investimento mínimo de apenas R$ 35 mil e faturamento anual de mais de 100 mil

Karol Palhares, 30 anos, tinha um bom salário em uma empresa de energia de Minas Gerais, onde mora, mas ela queria um novo rumo na vida. Foi estagiando em uma clínica de estética que ela teve a ideia de abrir a Cor de Praia, empresa de make bronze, com sede no bairro de Lourdes, Zona Sul da capital mineira. Criada em 2010, a empresa conta com franquias no Rio de Janeiro, São Paulo, Cuiabá, e duas em Belo Horizonte. E o audacioso plano de expansão prevê alcançar 100 lojas em todo o Brasil até 2020.

A Cor de Praia atua no ramo de bronzeamento em domicílio ou em uma das lojas. Oferece uma linha de produtos exclusivas com bases orgânicas, 100% naturais e de qualidade, que produzem o efeito dourado/bronzeado instantaneamente, com até 14 dias de duração.

Karol entrou neste ramo de bronzeamento por acaso.  Ela sempre sonhou ter um bronzeado perfeito, mas nunca conseguia, porque é muito clara e a exposição solar a deixava vermelha. Até que testou o jet bronze (técnica de bronzeamento a jato) na clínica de estética onde estagiou. O resultado não foi dos melhores, mesmo assim, a empresária ficou feliz e se aprofundou na técnica.

“Fiquei laranja literalmente. Mas achei aquilo o máximo, pois com o Sol, eu nunca tinha ficado com a cútis de outra cor, além da vermelha. Então, comecei a me interessar por este procedimento que reage com a proteína da pele. Fui estudar mais sobre isso e percebi que a maioria dos autobronzeadores deixavam a pele com o aspecto artificial e o jet bronze manchava”, relembra a idealizadora da marca, que buscou no exterior métodos mais naturais:

“Fui testando e procurando matérias-primas no exterior que deixasse a pele com o aspecto natural, igual ao bronzeamento provocado pela exposição solar”.

Agora, a Cor de Praia tem estudos para internacionalizar a marca, com propostas em Miami, nos Estados Unidos, e Portugal.

“É um negócio que tem alta rentabilidade e uma procura muito grande”, enfatiza a empresária.

Segundo Karol, não há restrições de uso. As recomendações são para evitar banhos muitos quentes e o uso excessivo de piscina, para que o bronzeado fique por mais tempo na pele.

Desde a fundação, a empresa já atendeu mais de 20 mil clientes e realizou quase 20 mil bronzeamentos.

 

Investimento inicial baixo e rentabilidade alta

Com um investimento inicial de 35 mil reais é possível montar uma franquia da Cor de Praia. Existe um processo de seleção para candidatos a franqueadores.

 

“Eu procuro franqueadores que tenham amor pelos clientes e não apenas busquem o lucro”, pondera Karol.

 

 

Taxa de Franquia: a partir de R$30.000

 

Custo de Implantação: a partir de R$ 5.000

 

Taxa de royalties: 8%

 

Fundo de promoção: 2%

 

Retorno 14 meses

 

Faturamento médio anual de $100.000,00

https://www.instagram.com/cordepraia/?hl=pt-br

Foto Divulgação

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.