Musa argentina de 16 anos revela sonhos no Brasil: Superliga e 2016

Artistas e CelebridadesBrasilEsportesUltimas Noticias

Written by:

Barbara Frangella estreia no time de cima no Sul-Americano em Ica, no Peru e admite surpresa com status de musa: ‘Eu não esperava isso’

Barbara Frangella volei argentina (Foto: Estephanie Jaime Valle)
Barbara conquistou o coração do peruanos
(Foto: Estephanie Jaime Valle)

A Argentina estreou no Sul-Americano feminino de vôlei em Ica, no Peru, com uma vitória apertada diante da Colômbia, por 3 sets a 2. Com o ginásio lotado, a partida serviu de preliminar para o jogo de fundo do time da casa contra a Venezuela, e marcou o debute de uma levantadora de apenas 16 anos, que promete brigar por uma vaga no time hermano para as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. Barbara Frangella, de 1,79m e 68kg, encantou a torcida peruana. Nascida em Santa Fé, na Argentina, ela começou no vôlei com apenas seis anos, levada pelos pais. Com um jeitinho de menina do interior, a levantadora ficou corada ao saber do seu posto de musa do Sul-Americano. Antes, ainda nos treinamentos, ela já tinha chamado a atenção.

– Meu Deus. Eu não esperava isso (envergonhada). Muito obrigada (risos). Depois quero ver as fotos. Não sei nem o que dizer, eu realmente não esperava. Fiquei vermelha agora. Que vergonha. Mas sim, sei que fazem muitas fotos da gente, mas de todas as meninas. Não sabia que me achavam uma musa, mas obrigada – disse Barbara.

Nesta sexta-feira a Argentina enfrenta o Brasil. O time está invicto, com duas vitórias, sobre colombianas e peruanas, assim como a seleção brasileira, que venceu na estreia a Chile e depois bateu a mesma Colômbia. E se Barbara fica envergonhada ao falar de sua beleza, o discurso muda e fica firme ao destacar seus sonhos. Desde menina, ela joga no Gimnasia y Esgrima, time de Santa Fé. E depois de disputar o Mundial Sub-18 na Tailândia, pela seleção argentina, ela quer conquistar mais sonhos, como jogar fora do país e chegar aos Jogos Olímpicos.

Barbara Frangella  vôlei argentina (Foto: Thierry Gozzer)No aquecimento, unhas pintadas e rosto de menina (Foto: Thierry Gozzer)

– Sonho muito com as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. Estar nos Jogos Olímpicos é o mais alto que um atleta pode chegar, em qualquer esporte, como vôlei, basquete, futebol.

Barbara também está de olho em uma competição especial: a Superliga brasileira. Para a menina, uma experiência fora da Argentina, onde joga desde que começou no esporte, seria importante para a sua maturidade e desenvolvimento como atleta.

Barbara Frangella volei argentina (Foto: Estephanie Jaime Valle)
Barbara jogou alguns minutos diante da Colômbia
(Foto: Estephanie Jaime Valle)

– Tenho muita vontade de jogar no Brasil, na Superliga, seria emocionante. Jogar em outros países seria uma experiência muito boa. Estar no Sul-Americano é um passo adiante na carreira, e ir para o Brasil atuar seria outro passo na minha carreira. O Mundial sub-18 também foi muito importante, um passo que consegui dar nesses três anos que estou com a seleção argentina.

A experiência no Sul-Americano, ela garante, será fundamental para conseguir seus objetivos. A levantadora destaca o aprendizado que tem sido a competição.

– É a primeira vez que jogo no time profissional, assim como outras meninas menores que estão na equipe neste Sul-Americano. É emocionante para a minha carreira de desportista. Uma experiência nova, única, que estamos aproveitando a cada momento. Estou com jogadoras mais velhas, pegando experiência, e isso é muito importante – finalizou.

http://glo.bo/1gH812g

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.