MP-RJ diz que Thor fez acordo de R$ 1 milhão em caso de ciclista morto

Artistas e CelebridadesBrasilUltimas Noticias

Written by:

Filho de Eike Batista atropelou e matou um ciclista em março de 2012.
MP pediu a condenação do empresário nesta quarta-feira (15).

Thor Batista (Foto: Reprodução Globo News)
MP pediu a condenação de Thor Batista nesta
quarta- feira (Foto: Reprodução Globo News)

O Ministério Público (MP-RJ) divulgou nesta quarta-feira (15) que Thor Batista, filho do empresário Eike Batista, fez um acordo no valor de R$ 1 milhão com parentes, o advogado e um bombeiro que ajudou nos primeiros socorros do ciclista Wanderson Pereira dos Santos. A vítima morreu após ter sido atropelada pelo jovem na Rodovia BR-040, em Xerém, na Baixada Fluminense. O acidente aconteceu em março de 2012.

Procurado pelo G1, o advogado de Thor, Raphael Mattos, não citou valores do acordo e disse que “a vida de uma pessoa não tem preço”, mas Thor resolveu indenizar a família para “amenizar a dor das pessoas envolvidas”. “Foi um ato espontâneo dele para reparar os danos de natureza moral e material”, disse Mattos.

MP pede condenação
Também nesta quarta, o MP pediu a condenação de Thor, a suspensão de sua habilitação para dirigir, e requereu que o jovem pague a multa de R$ 1 milhão para um hospital ou uma instituição de reabilitação de pessoas que sofreram acidentes de trânsito. Os promotores justificam que o valor pedido é o mesmo do acordo feito entre o filho de Eike e os parentes da vítima.

Além da multa de R$ 1 milhão, a Promotoria ainda requereu à Justiça que aplique também uma multa reparatória, prevista no código de trânsito, no valor de R$ 630 mil, que, se concedida, será repassada à família da vítima; e a intimação judicial dos parentes do ciclista para informarem se receberam ou não o dinheiro do acordo.

A Promotoria argumenta que Thor tem responsabilidade penal por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Se condenado, a pena de R$ 1 milhão pode ser convertida em prestação de serviços. A Justiça vai analisar o pedido e a defesa do empresário também vai apresentar as alegações no fórum.

Cláusula de confidencialidade
A Promotoria informou que o termo do acordo de R$ 1 milhão foi incluído no processo posteriormente e contém uma cláusula de confidencialidade, que estipula multa de R$ 500 mil para quem divulgasse o teor do documento. O acordo previa o pagamento de R$ 270 mil ao advogado da família do ciclista, R$ 100 mil ao bombeiro e R$ 630 mil que seriam divididos entre uma tia e a companheira da vítima.

Na noite de 17 de março de 2012, Thor Batista atropelou e matou um ciclista que cruzava a Rodovia Washington Luís (BR-040), na altura de Xerém, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O ajudante de caminhão Wanderson Pereira dos Santos passava de bicicleta pela pista sentido Rio, na descida da serra, e foi atingido pelo carro do filho do bilionário, uma Mercedes-Benz SLR McLaren prata, placa EIK-0063, ano 2006.

 http://glo.bo/182uPHp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.