‘Meio brasileira’, alemã aprende a falar português e pede torcida na final

Apaixonada pelos brasileiros e pela comida do país, Laura Ludwig espera cativar arquibancada do Parque Villa-Lobos para levar ouro no Grand Slam

Laura Ludwig no Grand Slam de São Paulo (Foto: Divulgação/FIVB)
Laura Ludwig diz ser meio brasileira, meio alemã
(Foto: Divulgação/FIVB)

Gritos eufóricos de apoio partem da arquibancada do Parque Villa-Lobos. Não é uma brasileira que recebe tamanho carinho de uma compatriota no Grand Slam de vôlei de praia de São Paulo, mas sim a alemã Laura Ludwig, que acabara de bater Ágatha e Maria Elisa na semifinal. A loira de 1,81m retribui a torcida da fã, e em português. Ela se encantou pelo Brasil em suas primeiras competições no país, há mais de cinco anos, e decidiu aprender a língua local para se aproximar dos brasileiros. Ela se sente em casa em São Paulo e, por isso, espera contar com o apoio da torcida verde-amarela na final contra as americanas Kerri Walsh Jennings e April Ross.

– Talvez eu seja meio brasileira, meio alemã (risos). Eu a Kira (Walkenhorst) adoramos o barulho da torcida brasileira, mesmo que contra nós na semifinal. Eu espero que eles nos apoiem agora. É legal jogar na quadra central. Amo muito os brasileiros e o barulho da torcida – disse Laura.

A alemã é tão próxima das jogadoras brasileiras que Maria Elisa fez brincadeiras com ela após a derrota na semifinal, intrometendo-se em uma entrevista para dizer que a odeia, em tom de brincadeira. Laura também foi namorada de Pedro Solberg, que estará na final masculina em São Paulo. A paixão pelo Brasil, porém, surgiu muito antes do romance de alguns meses. Laura até ganhou uma fã número 1 no país. Mafuxinha Monteiro acompanha a jogadora desde o Grand Slam de Brasília de 2009 e foi aos Jogos Olímpicos de Londres e a uma competição na Alemanha para torcer pela alemã-brasileira.

– Eu amo os brasileiros, eles são muito abertos e amistosos com os visitantes estrangeiros. A comida também é incrível aqui – disse Laura, antes de trocar o inglês pelo português – Gosto muito das pessoas “brasileiros”. Gosto “do comida” e aprendo a falar português porque gosto da sua língua.

montagem Laura Ludwig vôlei de praia fã Brasil (Foto: Editoria de Arte)Fã de Ludwig a conheceu em Brasília e já a encontrou em Londres e na Alemanha (Foto: Editoria de Arte)

A alemã ainda se confunde com os gêneros das palavras no português, mas espera estar fluente no idioma até as Olimpíadas do Rio de Janeiro de 2016 e, assim, cativar os cariocas. Bicampeã europeia ao lado de Sara Goller, Laura viu sua antiga parceira se aposentar após os Jogos de Londres, onde foram eliminadas pelas brasileiras Juliana e Larissa nas quartas de final. Ela agora faz dupla com Kira Walkenhorst e, enfim, as duas engrenaram. No Grand Slam da Rússia, última etapa antes de São Paulo, as duas ficaram com a prata, perdendo apenas para as brasileiras Maria Clara e Carol. Elas agora, no mínimo, repetirão a posição.

Laura Ludwig e Pedro Solberg vôlei de praia (Foto: Helena Rebello / Globoesporte.com)
Laura Ludwig foi namorada de Pedro Solberg
(Foto: Helena Rebello / Globoesporte.com)

– Não temos uma expectativa muito grande para a final. Claro que temos metas, mas não tem aquilo do precisamos vencer. Temos de nos concentrar em nós. Sabemos que se jogarmos bem, podemos vencer muitos times bons.

A alemã com tempero brasileiro terá muito trabalho para levar o ouro, afinal irá encarar a tricampeã olímpica Walsh, que está de volta ao Circuito Mundial com força após dar à luz seu terceiro filho. O duelo será realizado neste domingo, às 11h, com transmissão ao vivo do SporTV. A entrada para as arquibancadas do Parque Villa-Lobos é gratuita.

 

http://glo.bo/GRZIGn

1 thought on “‘Meio brasileira’, alemã aprende a falar português e pede torcida na final

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.