Filho de Naldo faz novo desabafo: ‘Lavando o ódio no sereno’

Pablo Jorge usou o Instagram para protestar contra o casamento do pai com Moranguinho.

Filho de Naldo (Foto: Instagram / Reprodução)Pablo Jorge, filho de Naldo com Branka Silva (Foto: Instagram / Reprodução)

Inconformado com o casamento do pai Naldo com a Mulher Moranguinho nesta segunda-feira, 24, o filho do funkeiro tem manifestado sua indignação nas redes sociais. Nesta terça-feira, 24, o adolescente de 16 anos fez novo desabafo: “Lavando o ódio no sereno”. Em seu perfil do Facebook, Pablo escreveu também: “Que dor é essa. Dói na alma. Vagabundo. O bagulho é doído.”

Em entrevista ao EGO, a ex-mulher de Naldo e mãe de Pablo, Branka Silva, contou que o rapaz sofre de depressão e faz tratamento psicológico para lidar com a falta da presença paterna. Segundo a produtora que se separou de Naldo em 2010, com o fim do casamento, Naldo quase não vê o filho. A depressão de Pablo o fez engordar 30kg e por sofrer bullying nas escolas por onde passa, ele deixou de estudar. “Naldo só é pai para a mídia. Ele não procura o Pablo. No Dia dos Pais só apareceu à noite. Pablo estava brincando na rua e aí o Naldo veio, fez uma foto com ele e postou no Instagram para a mídia pensar que ele é presente”, disse Branka.

Branka diz que a maior revolta de Pablo é com a escolha do pai em ter Moranguinho como sua mulher. Ela lembra que a primeira vez que o garoto viu a atual madrasta eles estavam com  Naldo em um churrasco na casa de um jogador de futebol. “Tinha uma ala destinada às mulheres dos jogadores com a família e outra ala com as garotas de programa. Ellen estava na outra ala, a das garotas de programa, e meu filho, esperto aos 12 anos, perguntou se ela era prostituta e eu disse que sim. Quando ele viu o pai envolvido com ela, ficou mais revoltado ainda”.

Bullying na escola

Branka explica que pela exposição que a história tomou na mídia, Pablo começou a sofrer bullying na escola. Ele já passou por quatro colégios diferentes. Quando tinha 13 anos, quebrou o braço de uma colega ao ouvir a garota dizer que ele teria uma mãe prostituta, referindo-se a Ellen Cardoso. “Ele se defendeu empurrando a garota contra a parede e aí ela quebrou o braço. Em cada bullying que ele sofria, dizia que não queria mais estudar na escola. Eu era chamada para conversar na diretoria porque ele chorava e se negava a continuar os estudos. O que o salva hoje é o basquete. Minha amiga Tathi Kiss foi quem o levou para o esporte e não o Naldo, como ele gosta de divulgar. O esporte está sendo a válvula de escape da vida dele porque na quadra ele é o Pablo e não o filho do Naldo”, desabafou Branka.

Para ajudá-lo a se livrar da depressão, ela o leva a uma psicóloga e nas férias ele terá aulas particulares para voltar à escola no ano que vem. A namoradinha também o ajuda a reagir. “Eles vivem um amor de adolescente e a menina é ótima, de família, faz muito bem a ele”.

 

http://glo.bo/1gXrtId

, , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.