Com contratos internacionais, Fernanda Cecília Trindade fala sobre carreira de modelo e assédio

()

A mineira passou por grandes dificuldades no mundo da moda e teve até depressão

Apesar de parecer como um conto de fadas, a vida de uma modelo pode alternar momentos de alegrias com dificuldades. Com apenas 14 anos, Fernanda Cecília Trindade saiu de casa para buscar seus sonhos e teve que encarar o mundo sozinha.

“O impacto no primeiro momento assusta. A saudade de casa machucava. A fluência no inglês fazia falta. No início me fez muito mal”, disse a modelo.

Sobre assédio sexual, ela conta que, infelizmente, faz parte da profissão. “É mais evidente no meio artístico. No mundo da moda isso existe, e é preciso saber lidar, “pode ser um fotógrafo, cliente ou dono de agência. O importante é você se dar o respeito”

Hoje, reconheço que valeu a pena enfrentar todos meus medos e dificuldades para a realização desse sonho. Eu aprendi a me cuidar mais, ser mais vaidosa. Graças a vida de modelo, conheço mais de 34 países.

Com mais de 13 anos de carreira, Fernanda fala com felicidades de suas conquistas: .

“Uma menina que saiu de Araxá sem falar outro idioma, mas hoje domina o inglês e fala mais duas línguas, tem contratos espelhados por grifes renomadas e grandes agências de modelo de diversos países do mundo”.

Mas a vida nem sempre é feita de realizações de sonhos, por isso é preciso saber encarar pesadelos. Após negar um trabalho, a modelo passou por grandes dificuldades na Índia.

“Em 2016, fui para Índia já com visto de trabalho, trabalhei por 6 meses bem, mas um belo dia, a agência me deu uma trabalho para uma marca de preservativos. Como penso em ter filhos, neguei. Foi aí que a minha vida virou um pesadelo. Tive que ir à embaixada indiana tentar trocar meu visto de trabalho para o turismo , mas não era possível, o choque foi grande, mas não desisti, “ arrumei um casamento na Índia “ no qual anulava as taxas. Fiquei doente na Índia com depressão, se agravando no Brasil com término do meu noivado. Hoje, graças a Deus, estou fazendo tratamento com remédios e terapia. A Índia foi um lugar de aprendizagem e perdas significativas para mim. Fiquei doente 2 vezes com febre, tifóide, internada e sozinha num leito de hospital”, relembra.

Fernanda agora está focada em obras sociais, trabalhando na cidade de Araxá, Minas Gerais juntamente em parceria com grandes marcas.

“Ajudando ao próximo, estou me ajudando, como ser humano no processo de evolução”, Façam para os outros e Deus fará por mim”, finaliza.

Vanessa haddad

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *